segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Após pedido do governador, Dilma Rousseff autoriza liberação de recursos para o Canal de Xingó



Após pedido do governador, Dilma Rousseff autoriza liberação de recursos para o Canal de Xingó
Aracaju, 30 de Novembro de 2011| 18:34

O anúncio foi feito em encontro com o governador Marcelo Déda, em Brasília. Na reunião, ela também assegurou o início das obras de ampliação do Aeroporto de Aracaju e garantiu como ´prioridade nacional` o Projeto Carnalita

A presidenta Dilma Rousseff confimou ao governador Marcelo Déda, em audiência nesta quarta-feira, 30, em Brasília, a liberação de R$ 15 milhões à elaboração do projeto básico do Canal de Xingó. "Esta notícia é da maior relevância, pois trata-se do primeiro passo para obra de R$ 2,4 bilhões", comemorou o governador.

Com o Canal de Xingó, o Governo do Estado pretende maximizar a oferta de recursos hídricos, não apenas para o semiárido, mas em todo o estado. Entre outros, o canal permitirá levar água para a pecuária leiteira, irrigação, dessedentação de animais, agricultura irrigada, agroindústrias e consumo humano.

Déda explicou que o canal conduzirá água da Hidrelétrica de Paulo Afonso, na Bahia, por gravidade. Esta opção, prosseguiu, embora aumente os custos de engenharia, reduzirá os gastos de custeio, barateando a utilização da água pelos consumidores finais.

Como forma de agilizar o início das obras, Déda ligou para o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, logo após a reunião com a presidenta. O ministro informou que pretende, já na próxima segunda, 5, assinar o convênio em Aracaju.

No encontro presidencial, o governador foi assessorado pela secretária adjunta de Planejamento, Ana Cristina Prado, e pelo representante de Sergipe em Brasília, Pedro Lopes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, meu nobre visitante!

Sinta-se à vontade para opinar, sugerir, criticar as postagens aqui publicadas. Esse é um espaço para debatermos Cidadania e Conscientização Política. Quero, porém, alertar que, apesar de zelarmos pela liberdade de expressão, não publicaremos comentários ofensivos.

Obrigado pelo seu comentário!