quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

A POLÍTICA E A PARTICIPAÇÃO POPULAR NO GOVERNO MUNICIPAL.

Ao falar em política não está se falando apenas de um fenômeno pelo qual escolhemos os nossos governantes. Falamos de um conjunto de ações que possuem aspectos peculiares e diversificados. Essas diversidades e peculiaridades concretizam a ação política nas coisas mais comuns do nosso cotidiano, que vão desde o custo de vida, preço dos alimentos e vestimentas até o nascimento da prostituta e do menor abandonado, cresce assim a importância da participação popular na Gestão dos municípios. Embora a participação que menciono acima seja erroneamente interpretada por alguns agentes e “analfabetos” políticos, apenas como um simples exercício do voto no período eleitoral, os veículos de comunicação nos propiciam espaços como esse para discutir e esclarecer melhor esse assunto perante a nossa sociedade. Quando se amplia o acesso da população às informações sobre as propostas, decisões e ações governamentais, cria-se uma condição necessária para governantes e gestores públicos prestarem contas sobre questões relativas à formulação, ao controle, à fiscalização, à avaliação e a correção de rumos das políticas de prioridade para a atuação governamental. Tal atuação deve ser pautada no princípio do interesse comum e desvinculada de práticas assistencialista (oferta de cestas básicas, objetos diversos, material de construção, dinheiro, etc.), deve-se atender às virtudes e preferências de dada comunidade, identificando e empreendendo o status da concordância para estabelecer o bem comum e defender os direitos e interesses dos cidadãos, promovendo fontes de emprego, acesso à saúde, à educação de qualidade (direito de todos e dever do estado, arts. 196 e 205 CF/88) .   Assim, também podemos descrever a política como a arte de conquistar, manter e exercer o poder, a organização, a administração das coisas públicas, portanto como tudo que é publico diz respeito aos interesses da sociedade, faze-se necessário reforçar a ideia de importância da participação popular para a construção de uma gestão democrática.  
Janeilma Costa Silva

Um comentário:

  1. Nobre Janeilma, quero te parabenizar por trazer para este meio a discussão da importância da participação popular nas ações do poder público em especial na gestão dos recursos destinados aos programas que devem servir de melhoria da vida de cada cidadão. É preciso que toda a sociedade tenha plena convicção que os recursos são enviados e direcionados para o bem coletivo de toda a população do município, por isso os gestores não podem transformar em ações privadas ou até mesmo fazer uso pessoal deles. Quero deixar claro que nem todos os gestores agem de tamanha desonestidade.

    ResponderExcluir

Olá, meu nobre visitante!

Sinta-se à vontade para opinar, sugerir, criticar as postagens aqui publicadas. Esse é um espaço para debatermos Cidadania e Conscientização Política. Quero, porém, alertar que, apesar de zelarmos pela liberdade de expressão, não publicaremos comentários ofensivos.

Obrigado pelo seu comentário!