sexta-feira, 15 de junho de 2012

AS INSCRIÇÕES PARA O ENEM 2012 TERMINAM HOJE, SEXTA FEIRA, 15 DE JUNHO DE 2012.

As inscrições para o Enem 2012 terminam às 23h59 desta sexta-feira, 15, pelo site www.enem.inep.gov.br. Na terça-feira, 12, o número de inscritos chegou a 4 milhões e a expectativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) é que a demanda aumente nesses dois últimos dias.
O exame será aplicado nos dias 3 e 4 de novembro. No ano passado, cerca de 6 milhões de estudantes se inscreveram no Enem e pouco mais de 5 milhões pagaram a taxa que confirma a inscrição. Desde 2009, a prova ganhou mais importância porque passou a ser usada por instituições públicas de ensino superior como critério de seleção em substituição aos vestibulares tradicionais.
A participação no exame também é pré-requisito para quem quer participar de programas de financiamento e de acesso ao ensino superior, como o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Programa Universidade para Todos (ProUni), e concorrer a uma bolsa do Ciência sem Fronteiras.
Até ontem à tarde, quando o número de inscritos atingiu 4 milhões, os Estados com o maior número de inscrições eram São Paulo (659.441), Minas Gerais (425.033) e o Rio de Janeiro (315.292). Roraima, Amapá e o Tocantins registram menor participação: 11 mil, 14 mil e 25 mil inscritos, respectivamente.
No primeiro dia de provas (3 de novembro), os participantes terão quatro horas e meia para responder às questões de Ciências Humanas e da Natureza. No segundo, será a vez das provas de matemática e de Linguagens, além da redação, com um total de cinco horas e meia de duração. A divulgação do gabarito está prevista para 7 de novembro, e o resultado final deve sair em 28 de dezembro.

terça-feira, 5 de junho de 2012

MAIS UMA VEZ A EDUCAÇÃO PARALIZA EM MONTE ALEGRE DE SERGIPE

O Prefeito João Vieira de Aragão PMDB nega o piso Salarial dos professores, alegando o índice do IDEB em Monte Alegre está baixo, e a culpa é dos professores, diz Aragão.  Ontem, 04 de junho de 2012, iniciou-se a greve. Os Professores da rede municipal de Monte Alegre de Sergipe saem em caminhada pelas ruas da cidade com destino a frente da Prefeitura onde se reúnem e fazem pronunciamentos esclarecendo a sociedade o porquê da referida manifestação. Em protesto ao não cumprimento do piso salarial que é lei; a falta de condições de trabalho e as desordens nas escolas; e a falta de capacitação continuada da categoria, que é de responsabilidade do município. A causa pela qual o IDEB está baixo no município vai muito além da responsabilidade dos professores. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado em 2007 para medir a qualidade de ensino de cada escola e de cada rede de ensino. É de vital importância ressaltar que o IDEB depende de um professor bem remunerado, para que possa realizar seus estudos e pesquisas com qualidade, não depende apenas de giz e quadro, mas depende de escolas com estruturas abalizadas, merenda de qualidade, transportes e estradas que prestem, material didático adequado e suficiente e chegando a tempo, incentivo ao professor e ao aluno e não unicamente do professor, mas principalmente da administração. As manifestações começaram ontem, dia 04 de junho de 2012 e poderá se prolongar por mais dias. Em frente à Prefeitura depois de vários esclarecimentos, não havendo nenhum sucesso, finalizando o ato, a base do SINTESE, convidou os professores e toda comunidade para participar de um café da manhã dos sem PISO e sem SALÁRIO, em frente à Prefeitura, no próximo dia 05 de junho de 2012, hoje.   As atividades estão paralisadas até o momento e os professores voltam a se manifestar externando os protestos e fazendo suas reivindicações.
Os professores amanhã, dia 06 de junho de 2012, estarão apresentando a QUADRILHA DOS SEM PISO, na frente da Prefeitura a partir das dez horas da manhã e conta com a participação da população.
RINALDO SANTANA

domingo, 3 de junho de 2012

OS JUDOCAS MONTEALEGRENSES TROCAM DE FAIXA


O Professor CAUBIR MOTA atinge mais uma façanha, graduar mais 09 adolescentes e  jovens no Judô de Monte de Alegre de Sergipe, organizada pela MALUNGO, financiada pelo FIA do Município de Monte Alegre de Sergipe.
O Professor CAUBIR muito emocionado conta sua história de vida,  como chegou a faixa preta no judô para seus alunos e os poucos expectadores que lá estavam presentes na sede da MALUNGO.

Foi um momento de muita emoção para os alunos que estavam trocando de faixa. Jéssica representante do sexo feminino estava radiante ao passar para um nível maior recebendo a faixa azul.

Foi um momento impar para o Município de Monte Alegre de Sergipe, ver a alegria estampada nos rostos dos jovens montealegrense ali presente.

Vejam a lista dos Judocas que trocaram de faixa
1 – EDICARLOS DOS SANTOS  - FAIXA AMARELA

2 – MARCOS VINICIOS DO NASCIMENTO CARDOSO – FAIXA AMARELA                                              

3 – GEOVÂNIO SILVA SANTOS – FAIXA AZUL

4 – ERIC KALED DA CONCEIÇÃO – FAIXA AZUL

5 – KLYFFTON KENENDY VIEIRA DE MELO – FAIXA AZUL

6 – JHON PÉRICLES CONCEIÇÃO DA SILVA – FAIXA AZUL

7 – MANOEL VITOR DOS SANTOS – FAIXA AZUL

8 – JESSICA SOARES DE SOUZA – FAIXA AZUL

9 – JOSENALDO JUNIOR – FAIXA AZUL

10 – REGÊR MULER DOS SANTOS XAVIER - FAIXA AZUL

Diante desse maravilhoso acontecimento em nossa cidade vamos conhecer um pouco a história do JUDÔ.

História do Judô 

O judô é uma arte marcial esportiva. Foi criado no Japão, em 1882, pelo professor de Educação Física Jigoro Kano. Ao criar esta arte marcial, Kano tinha como objetivo criar uma técnica de defesa pessoal, além de desenvolver o físico, espírito e mente. Esta arte marcial chegou ao Brasil no ano de 1922, em pleno período da imigração japonesa.

O judô teve uma grande aceitação no Japão, espalhando, posteriormente, para o mundo todo, pois possui a vantagem de unir técnicas do jiu-jitsu (arte marcial japonesa) com outras artes marciais orientais. 


Luta e regras

As lutas de judô são praticadas num tatame de formato quadrado (de 14 a 16 metros de lado). Cada luta dura até 5 minutos. Vence quem conquistar o ippon primeiro. Se ao final da luta nenhum judoca conseguir o ippon, vence aquele que tiver mais vantagens.

Ippon: o objetivo do judô é conquistar o ippon (ponto completo). O ippon é conquistado quando um judoca consegue derrubar o adversário, imobilizando-o, com as costas ou ombros no chão durante 30 segundos. Quando o ippon é concretizado o combate se encerra.

Wazari: Outra forma de conquistar o ippon é através da obtenção de dois wazari, que valem meio ponto (vantagem). O wazari é um ippon que foi aplicado de forma incompleta, ou seja, o adversário cai sem ficar com os dois ombros no tatame.

Yuko: Quando o adversário vai ao solo de lado. Cada Yuko vale um terço de ponto.

Koka: menor pontuação do judô. Vale um quarto de ponto. Ocorre quando o adversário cai sentado. Quatro kokas não gera o final da luta, embora ele seja cumulativo.

Proibições

No judô não são permitidos golpes no rosto ou que possam provocar lesões no pescoço ou vértebras. São proibidos também os golpes no rosto do adversário. Quando estes golpes são praticados, o lutador é penalizado e, em caso de reincidência, pode ser desclassificado.


Graduações (faixas)


No Brasil, as graduações do judô são feitas através das cores das faixas, que são amarradas no quimono (espécie de roupão usado pelos judocas). São elas (de menor nível para o maior):
Iniciante: BRANCA,
7º Kyu - CINZA,
6º Kyu - AZUL,
5º Kyu - AMARELA,
4º Kyu - LARANJA,
3º Kyu - VERDE,
2º Kyu - ROXA,
1º Kyu - MARROM,
Permanecendo no nível de 1º Kyu faixa marron por no mínimo um ano e com idade mínima de 15 anos o aluno está habilitado e receber a faixa PRETA de iniciante que é conhecida como primeiro DAN com a seguinte distribuição:

Federações e Confederações:


- As competições internacionais de judô são organizadas pela IJF (Federação Internacional de Judô).

- No Brasil, a CBJ (Confederação Brasileira de Judô) organiza os campeonatos nacionais.

Curiosidades:
- O judô feminino é esporte olímpico desde os Jogos Olímpicos de Barcelona (1992).
- O judoca japonês Yasuhiro Yamashita ganhou medalha de ouro nas Olimpíadas de Los Angeles (1984). O curioso é que o judoca japonês conseguiu vencer na final mesmo mancando, pois estava com um músculo da panturrilha direita rompido.